terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

AVENIDA 25 DE ABRIL

Topónimos anteriores: Avenida do Liceu

A Avenida 25 de Abril foi construída em terrenos que pertenciam à grande propriedade agrícola da Quinta do Amparo, na sua extrema com outra grande área produtiva, a do Pontal. A propriedade do Pontal pertencia, juntamente com o esteiro do Estremal, a Baltazar de Melo e a sua mulher D. Beatriz, moradores em Portimão, conforme refere o Livro do Almoxarifado de Silves, da Casa da Rainha, do Séc. XVI (segundo a leitura paleográfica, transcrição, organização e índices do Dr. Miguel Maria Telles Moniz Côrte-Real, no livro editado pela AEDPHC do Concelho de Silves).
Também a herdade da Quinta do Amparo é bastante antiga, sendo que, na sua capela, casaram Manuel da Costa Tavares Freire e Joana de Sárrea Telles (herdeira da Quinta da Donalda), em 03 de Junho de 1696.
Nos anos 1940 iniciou-se a urbanização do Bairro Pontal, com a construção de casas para as famílias mais pobres da cidade. Por sua vez, em 1964, foi construído o Liceu Nacional de Portimão, em terrenos a sul da Quinta do Amparo, o que levou à abertura de uma avenida que ligasse esse novo equipamento de ensino ao centro da cidade.
Portimão ambicionava, havia muitos anos, a construção de um Liceu Nacional, pois a cidade era servida apenas por um Liceu Municipal, cujos custos eram ruinosos para o município. Isso mesmo consta do Relatório da Gerência de 1952, onde o executivo municipal pondera o encerramento do Liceu Municipal de Portimão, que tinha uma despesa de 223.604$00 e uma receita de 62.278$20.
Não será de estranhar, portanto, que a esta nova avenida, construída propositadamente para servir de ligação entre o Liceu e o centro da cidade de Portimão, tivesse sido atribuído o topónimo de “Avenida do Liceu”, um motivo de orgulho para uma cidade que apresentava um crescimento urbanístico e populacional notável, que, na época, mereceu a honra de ser inaugurado pelo Presidente da República Américo Tomás.
Com a Revolução do 25 de Abril, o novo regime democrático decidiu alterar o topónimo para “Avenida 25 de Abril”, em homenagem a esta data histórica para Portugal.
Com a Revolução do 25 de Abril, também o nome do Liceu foi alterado para Escola Secundária Poeta António Aleixo.
Nesta Avenida funcionam: a Escola Secundária Poeta António Aleixo, a EDP, a Piscina Municipal (embora a entrada principal esteja na Rua da Guiné-Bissau) e o Mercado 25 de Abril; funcionou o antigo Bingo do Portimonense; possui vários espaços de comércio e serviços (entre eles duas agencias bancárias) e é uma importante zona residencial da cidade.

LIGAÇÕES:

A Avenida 25 de Abril tem início na Rua Quinta do Bispo e termina na Rotunda Salgueiro Maia, possuindo ligações com as seguintes artérias: Rua C, Rua Jaime Palhinha, Rua Rainha D. Amélia, Rua das Oliveiras, Rua Nossa Senhora do Amparo, Rua da Guiné-Bissau, Rua de Timor, Rua de São Tomé e Príncipe, Rua General Humberto Delgado e Rua dos Operários Conserveiros.
Espaço actualmente acupado pela Avenida 25 de Abril (foto dos anos 1950, do mestre fotógrafo Oliveira) Inauguração do Liceu de Portimão (Foto retirada do Facebook da página Costumes e Tradições de Portimão)
Avenida 25 de Abril em 2010 (foto de Nuno Campos Inácio)

2 comentários:

  1. Impressionante, como era antes e como está agora. Excelente trabalho!

    ResponderEliminar